ARQUITETURA

A Arquitetura, como conceito básico, pode ser definida como a arte e técnica de organizar espaços e criar ambientes, com alguma intenção plástica, para abrigar os diversos tipos de atividades humanas. É uma ciência provida de uma infinidade de variáveis, conceitos, desejos, custos, técnicas e limites.

ARQUITETURA VISÃO TÉCNICA EXPLICATIVA

A Arquitetura refere-se tanto ao processo quanto ao produto de projetar e edificar o ambiente habitado pelo ser humano. Em última instância, a Arquitetura lidaria com qualquer problema de organização, estética e ordenamento de componentes nos mais distintos espaços.

Como atividade, a Arquitetura existe desde que o cidadão passou a se abrigar das intempéries. A ciência arquitetônica envolve o design ou projeto do ambiente, engloba desde o desenho de mobiliário ou desenho industrial, a definição da paisagem, o paisagismo, o planejamento urbano de uma cidade, urbanismo, ao planejamento regional ou ordenamento do território. Neste percurso, o trabalho de Arquitetura passa necessariamente pelo desenho de edificações, considerada a atividade mais comum do arquiteto, elaborando projetos de prédios ou edifícios, projetos de casas ou condomínios residenciais, projetos institucionais, igrejas, aeroportos, shoppings centers, lojas, projetos industriais, entre outros. Fácil compreender, portanto, que o ofício do arquiteto envolve toda a escala da vida do homem, desde a manual até a urbana.

O avanço da internet e a entrada de novos dispositivos de acesso a conteúdo, como tablets e celulares modernos, também modificou a maneira de enxergar e compreender a Arquitetura. Conceitos de beleza e estética que outrora eram aspectos locais, culturais ganharam o mundo por meio de compartilhamentos de imagens. Da mesma forma, novas tecnologias construtivas, materiais inovadores com melhor performance, evolução técnica nos processos de aplicação e execução ultrapassam barreiras geográficas levando a Arquitetura a um novo limite.

A Arquitetura considera a forma e a função. Estuda, por exemplo, o conforto térmico e acústico, idealiza a circulação e a integração entre os espaços. Trata-se de uma ciência com muitas variáveis. O arquiteto precisa solucionar questões técnicas, em conjunto com compreensões plástica e volumétrica, para atingir o objetivo funcional, com o cuidado de exprimir o belo na construção.

ARQUITETURA VISÃO ARTE

O ser humano busca uma identidade, um conceito que o defina, mas, de forma peculiar, que também o individualize. A procura é pela exclusividade, seja dentro de um grupo, classe ou estilo pré-definido.

A Arquitetura proporciona a personalização da construção, qualquer que seja a edificação, sem o risco de mimetizá-la. Algumas obras exigem uma plástica diferenciada, como museus, grandes edifícios corporativos, igrejas, hotéis de luxo e edificações institucionais. No caso de residências, indústrias, supermercados, hospitais, depende do contratante e do recurso disponível para sua concepção.

A Arquitetura que idealiza a moradia, a habitação, é a que exerce maior influência no íntimo de um indivíduo. O papel do Arquiteto é converter o desejo do cliente em “Poesia Concreta”. A singularidade da construção, da que ganha contornos de “Obra de Arte”, incorpora soluções estética e viabilidade técnica. A ciência arquitetônica segue o cronograma de elaboração do projeto, execução e acabamento. Nesse processo, é fundamental que haja entre cliente e arquiteto, reciprocamente, sintonia e identificação de valores, uma similaridade na forma de enxergar meio, elementos e espaço.

O projeto arquitetônico de uma residência deve idealizar uma estrutura concreta que transmita, de maneira instantânea e genuína, o “ser”, não obstante do “parecer” do morador, seja uma única pessoa ou uma grande família. Forma e espaço bem pensados, tecnicamente resolvidos, conjuntamente entre arquiteto e cliente, ganham forma por meio de uma combinação de elementos, materiais, cores, texturas e objetos.

“Arquitetura é antes de mais nada construção, mas, construção concebida com o propósito primordial de ordenar e organizar o espaço para determinada finalidade e visando a determinada intenção. E nesse processo fundamental de ordenar e expressar-se ela se revela igualmente arte plástica, porquanto nos inumeráveis problemas com que se defronta o arquiteto desde a germinação do projeto até a conclusão efetiva da obra, há sempre, para cada caso específico, certa margem final de opção entre os limites – máximo e mínimo – determinados pelo cálculo, preconizados pela técnica, condicionados pelo meio, reclamados pela função ou impostos pelo programa, – cabendo então ao sentimento individual do arquiteto, no que ele tem de artista, portanto, escolher na escala dos valores contidos entre dois valores extremos, a forma plástica apropriada a cada pormenor em função da unidade última da obra idealizada.”

LÚCIO COSTA, arquiteto e urbanista responsável pelo projeto de Brasília (1902-1998).

PROJETO

O projeto define exatamente o que será executado. Expõe com clareza e eficiência a ideia do cliente, revela sua personalidade e estilo, se clássico, moderno ou contemporâneo.

SAIBA MAIS
CONSTRUÇÃO
Construção

Executa o projeto idealizado pelo arquiteto. Constitui serviços de fundação, alvenaria e acabamento. Arquitetura e Engenharia caminham juntas.

SAIBA MAIS
REFORMA | RETROFIT
Reforma Retrofit

Reforma consiste na ampliação, inovação e restauração de um imóvel. Retrofit é uma técnica de reforma que moderniza e revitaliza uma casa ou prédio.

SAIBA MAIS
INTERIORES | DECORAÇÃO
Interiores Decoração

O arquiteto assimila, traduz e projeta os anseios do cliente, e executa a obra. O designer de interiores desvenda soluções para os espaços concebidos, em sua forma, conceito e estilo.

SAIBA MAIS